domingo, maio 07, 2006

Dia das Mães


Há dias assim. Pretende-se homenagear as Mães, assumido que está que "a mão que embala o berço é a mão que governa o mundo".

As famílias reúnem-se (reuniões familiares são sempre uma história dentro da história), os restaurantes enchem à hora do almoço, as venda de flores, perfumes e afins crescem. Há mães que adoram, há as que recebem aspiradores e panelas novas, há as que têm os filhos longe, há as que são esquecidas.

E há as que não são mães e que já muito sofreram na tentativa de o ser; para essas, no momento em que se especula que o governo vai agravar os impostos a quem não tem filhos, o Dia normalmente difícil será invulgarmente inquietante, digo eu.

E há as que abandonaram, negligenciaram e maltrataram ou permitiram que outrém maltratasse os seus filhos.

E há as mães da imagem acima. Espalhadas pelo planeta, com filhos que não conseguem alimentar nos braços , com sofrimento a cada choro e dor dos mesmos, sem capacidade de reacção ou de resolução. Mães sem-ajuda, sem-abrigo, sem-colo, sem-marido, sem-trabalho.

Mães na contramão do Dia.

O post de hoje vai para a dor dessas mães.

Vai também para Manuela, Balbina, Quitéria, Mª das Neves, Dinda, Carmen, Teté, Alexandra, Isabel, Joana, mães com menos dores e imenso talento.

Vai para todas as tias, madrinhas, irmãs, avós que criam ou ajudam a criar as crias de suas famílias.

Vai para as mulheres que decidiram não ser mães e para as que ainda não sabem se querem sê-lo.

Vai para Ermelinda que aguarda há anos na fila de adopção que chegue o seu bebé.

Vai para Deonilde, Francisca, Estella, Luz, em nome de todas as mães que perderam seus filhos.

Vai para os filhos que hoje no lugar da mãe só têm saudades.

E vai para Amor ás Rodelas, em nome de todas as mulheres que se esforçam todos os dias, às voltas com tabelas de cálculos e tratamentos infindáveis em busca de cumprirem o sonho de ser mãe, com todo o meu respeito e imenso carinho.

21 Comments:

At 7/5/06 10:34 da manhã, Blogger planaltobie said...

Literaturas à parte: és uma grande mulher!

 
At 7/5/06 11:57 da manhã, Blogger lxexpo said...

Parabéns por seres assim.

Estou contente por te ter encontrado...

 
At 7/5/06 2:46 da tarde, Blogger Hindy said...

A realidade da vida...

 
At 7/5/06 3:04 da tarde, Anonymous c said...

Lindo, Linda!

Ser Mãe tambem é isto que acabas de escrever, porque é o colinho, conforto e carinho, quando menos se espera.

Como só tu sabes dar.

Obrigada e não fiques triste, pois já és uma linda Mãe, a melhor que as tuas filhas poderiam ter.

Estou cá para vocês.

 
At 7/5/06 3:57 da tarde, Blogger boleia said...

eu ainda não sou Mãe, mas vou aprendo assim...

 
At 7/5/06 4:11 da tarde, Anonymous Dra.Daniela Mann said...

Muito bom! Parabéns pelo post!

 
At 7/5/06 4:38 da tarde, Anonymous ABELHA MAIA said...

Uma homenagem merecida! Comovi-me com a tua ideia! Deves ser uma pessoal especial!
Independentemenete de seres ou não mãe, um dia feliz para ti .
obrigado pelo teu post.

 
At 7/5/06 5:53 da tarde, Blogger Sinapse said...

Que post tão tocante, 125_azul.
Muito bonito.





Beijinho, e espero que tenhas tido um dia feliz!
Sinapse

 
At 7/5/06 6:09 da tarde, Blogger Fora Das Mãos said...

no meio das palavras deste post há um amor e uma atenção que trepam. Bonito texto seja mãe biológica ou não.

 
At 7/5/06 6:20 da tarde, Blogger Mocho Falante said...

Excelente post sobre as mães, delicie-me.

uma beijoca

 
At 7/5/06 6:21 da tarde, Blogger greentea said...

é para todas essas q especialmente vai a nossa homenagem.
um beijo para ti.

 
At 7/5/06 6:22 da tarde, Blogger papoilasaltitante said...

LINDOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!
Beijinho e um feliz dia da mãe para ti também!!!
Beijocas à minha "nora" heheheh.

 
At 7/5/06 6:35 da tarde, Blogger Ck in UK said...

O teu texto tocou-me mesmo. Vou voltar.

A minha mae e um personagem central na minha vida. Infelizmnete eu nao tenho filhos nem sei se alguma vez terei. Espero que sim, que surja a oportunidade.

 
At 7/5/06 6:49 da tarde, Blogger dakidali said...

Grande homenagem, ninguém ficou esquecido. Ser Mãe é Maior, é único. Não há palavras para o descrever.
Junto-me a ti nesta homenagem.
Beijinhos

 
At 7/5/06 8:36 da tarde, Blogger a lice said...

Que bela homenagem!

Parabéns a ti também por este post!:)

 
At 7/5/06 8:37 da tarde, Blogger x said...

Querida 125_Azul, muito obrigada por este post delicioso e, claro, por te lembrares de nós, mulheres que desejamos TANTO poder um dia ser mães e que lutamos dia após dia por isso.

E um obrigada muito especial por te teres lembrado do meu Amor às Rodelas :)

 
At 7/5/06 8:38 da tarde, Blogger x said...

Querida 125_Azul, muito obrigada por este post delicioso e, claro, por te lembrares de nós, mulheres que desejamos TANTO poder um dia ser mães e que lutamos dia após dia por isso.

E um obrigada muito especial por te teres lembrado do meu Amor às Rodelas :)

 
At 8/5/06 7:04 da manhã, Anonymous Ursa mãe said...

Para esta bela mãe "azul" e para o seu c. "pãe" que é só carinho para com as meninas da casa.
Linda homenagem a todo tipo de exercício da maternidade. fiquei comovida.
que a vida te abençoe com toda alegria possível.

 
At 8/5/06 7:45 da manhã, Blogger Pitucha said...

Tem que se ser uma pessoa especial para se escrever assim...
Parabéns Azulita.
Beijos

 
At 8/5/06 11:58 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Muito lindo e comovente o teu post!
Só uma mãe como tu, escreve algo lindo e sentido assim...
Desejo e rezo para que mais crianças tenham a sorte de ter o Amor e o carinho de uma MÃE especial e sensivel como tu e um PAI como o teu c.

Beijinho e abraço da Amiga Loura

 
At 8/5/06 12:31 da tarde, Blogger Folha de Chá said...

Ontem, não tive tempo para blogs. Não fiz a minha homenagem às Mães. Mas a tua homenagem, de tão bonita, cobre todas essas faltas. :) Parabéns, a ti e a todas as Mães. :) :)

 

Enviar um comentário

<< Home