sexta-feira, agosto 04, 2006

Tanka pela Paz


O desafio veio de http://fasesdalua2020.blogspot.com e quem me dera estar à altura!

O Tanka é uma forma de poesia tradicional Japonesa. Corre pelos blogs um apelo à paz, Em forma de Tanka, que fases da lua recebeu da Venezuela e eu gostaria que chegasse ao Brasil, se Ideália e Kafe Roceiro aceitassem o desafio. Por cá, passo a palavra a C-mim, Melga e meiguinha, Sinapse, Pitucha e quem mais desejar participar. O desafio está passado, mas sintam-se livres para não o aceitar. Em Paz. Pela Paz.

Este é o meu apelo, sob a forma de poema de Cecília Meireles, que já partiu, cheia de sabedoria e premonições...

Tu tens um medo:
Acabar.

Não vês que acabas todo o dia
Que morres no amor
Na tristeza
Na dúvida
No desejo

Que te renovas todo o dia
No amor
Na tristeza
Na dúvida
No desejo

Que és sempre outro
Que és sempre o mesmo

Que morrerás por idades imensas
Até não teres medo de morrer

E então serás eterno

O meu apelo é para que mais ninguém tenha que morrer cedo demais. Para que o eterno seja o Homem, não o Conflito. Para que a Paz chegue. E que seja ainda nesta nossa existência.

12 Comments:

At 4/8/06 11:01 da manhã, Blogger Lídia Amorim said...

O meu apelo é para que o amor evolua para que todos nós possamos viver um dia-a-dia mais feliz!!

Jokas e uma bom fim de semana!

 
At 4/8/06 11:27 da manhã, Blogger Aragana said...

Beijos e bom fim de semana!
;)

 
At 4/8/06 1:01 da tarde, Blogger Cristina said...

belo apelo, um sonho dirão..

beijinho, bom fim de semana

 
At 4/8/06 1:39 da tarde, Blogger Kafé Roceiro said...

Concordo plenamente com você, minha amiga! És única!

 
At 4/8/06 1:52 da tarde, Blogger MARTA said...

Um apelo à Paz - é sempre bom não esquecer os que são vítimas de uma guerra, muitas vezes sem saberem a razão.
Este poema de Sophia de Mello Breyner, que está no meu blog hoje, não sei se será o mais adequado, mas deixo aqui a parte final. Afinal, todos devemos ter alguma coisa e alguém para amar:

Ao longe por mim oiço chamando
A voz das coisas que eu sei amar.
E de novo caminho para o mar.
Sophia de Mello Breyner Andresen

Beijos e abraços
Marta

 
At 4/8/06 3:35 da tarde, Blogger Elisheba said...

Se cada um de nós tenttasse manter a paz....SE, SE!


Beijocas!

 
At 4/8/06 5:39 da tarde, Blogger Tia Cremilde said...

Desejos de paz e de um óptimo fim de semana!

não faça nada que a tia não fizesse! beijoca

 
At 4/8/06 8:31 da tarde, Blogger Pitucha said...

Apelo à paz? Não se pode recusar...
Vou já para o meu canto continuar este Tanka.
Beijos

 
At 5/8/06 9:02 da manhã, Blogger Meia Lua said...

Ahhh, é tão difícil ver que o homem, por mais que o tempo passe está sempre a arranjar conflitos tudo pelo dinheiro ou pelo poder... triste saber que podiam tentar a paz, mas que infelizmente parece que está na natureza do homem fazer pela guerra. Uma atrás da outra, acho que nunca houve na história um período sem guerras de nenhuma espécie. Dá vontade de não pertencer a este mundo, de repugnar a idéia de que os homens que fazem a guerra são nossos semelhantes....
bjinho

 
At 5/8/06 10:49 da manhã, Blogger Madalena said...

Obrigada, Azulinha, pelo teu contributo!!!! Mil beijinhos!

 
At 5/8/06 11:55 da manhã, Blogger greentea said...

como diz a lamina d'agua somos ocidentalissimos
por isso temos dificuldade em fazer tankas

não é tarefa fácil


mas construir a paz , mesmo que dentro de nós, tb não é nada fácil

um beijo para ti e parabéns pelo tanka.

O tanka chegou-me da Venezuela. Por mim já foi ao Brasil , ao Chile, à Argentina, à California e a tantos outros lugares que nem sei porque um blog tem este poder de atravessar o mundo...

 
At 1/3/07 11:23 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Looking for information and found it at this great site... » » »

 

Enviar um comentário

<< Home