quarta-feira, maio 30, 2007

Violências domésticas, Crimes públicos

Esta é ao estilo CK, desculpa lá Cilinha mas não é só a ti que elas acontecem.

Então não é que eu resolvo ir a correr ao Continente, num domingo de manhã, apenas para ir buscar uma lata de leite para o Azulinho, que finalmente deixou de beber só o leite caríssimo da farmácia.

Chovia e pai Azulão ficou no carro enquanto eu entrava a correr no território inimigo (ah, sim, já experimentaram entrar num hipermercado ao fim de semana?, é experiência inenarrável!).

Claro que na corrida choquei com um negro imenso que desatou a dar-me tabefes na cabeça.

Claro que antes que eu percebesse o que se passava se juntou uma multidão de desocupados à nossa volta a mandarem as habituais "postas". E claro que, para completar o cenário, apareceu o segurança armado em "violência doméstica agora é crime público, a senhora querendo, chamamos a polícia, era só o que faltava".

Malta, amigos queridos que me visitam, juro que foi surreal! O pobre agressor a tentar explicar-se, eu a tentar raciocinar (experimentem levar uns tabefes na cabeça de umas mãos que parecem raquetes de ping-pong, presas a uns braços de alguém com para aí 1,90m e 100kg e vejam se ficam em condições de manter pensamentos coerentes!).

Afinal, os factos: a criatura negra e enorme tinha acendido um cigarro e eu choquei contra ele, vindo a brasa do dito cujo parar à minha cabeça e ele estava a tentar sacudi-la para não me queimar.

Conclusões:
1-fumar faz mal à saúde. Até à saúde dos não fumadores como eu.
2-hipermercado, principalmente aos fins de semana, também faz mal à saúde!
3-a população portuguesa e principalmente os seguranças portugueses conhecem o código civil e não compactuam mais com violências públicas. Ora tomem!
4-não Cilinha, não é só a ti que acontece!!!

Etiquetas:

20 Comments:

At 30/5/07 10:37 da manhã, Blogger greentea said...

como tudo se coordena !


se não fosses lá nesse momento e o 1,90m não estivesse a acender o tal do cigarro e não te começasse às sacudidelas e não vieese o segurança a apregoar a violencia doméstica e se ... e se...
não haveria post;
Afinal, a culpa é desse tal menino azulinho que já não bebe do leite da farmácia carissimo
mas as mudanças podiam ter saido carissimas à maezinha dele.
Conclusão para evitar novas agressões às esposas os maridinhos passam a ir às compras ao domingo de manhã...

 
At 30/5/07 11:42 da manhã, Blogger Ck in UK said...

Olares

Ouve la eu ja tinha visto a do elefante aqui pq venho ca todos os dias, o problema e q qse nunca posso comentar.
o q eu me ri com esta situacao. Ouve la tu nao bateste no negao???? eu imagino-te ja! eu tinha tirado um sapato e dado na cabeca do gaijo. Ou melhor, ele e alto, por isso ia-lhe aos tomates....

Vamos mas e mandar alinhar os chakras. e continente ao fim de semana, nunca jamais, obrigadinha!

 
At 30/5/07 2:17 da tarde, Blogger pitanga said...

Queres que te diga? Seria cômico se não fosse trágico. Ninguém sequer parou para pensar que as intenções do homem eram não te danificar a cor do cabelo, que aliás uma "balayage" hoje num bom salão custa mais que o preço de uma caixa cheia de latas de leite do Azulinho.
Pior que um hiper ao fim de semana só a inauguração do mesmo.

beijos e VÊ SE OLHA POR ONDA VOAS hehe

 
At 30/5/07 4:11 da tarde, Blogger chiqui said...

Ah, ah, ah!!!
hilariante 5 minutos depois de acontecer, imagino que um pouco assustador no auge da situacao.
"tabefes na cabeca??"
"cigarros acendidos dentro de um supermercado??"
oh azulinha... grande historia :))

 
At 30/5/07 4:26 da tarde, Blogger espumante said...

Hummm... essa foi a historia que contaste ao azulao??
:))

 
At 30/5/07 5:31 da tarde, Blogger 125_azul said...

Vcs são maus! Cigarro acendido no átrio de entrada para o hipermercado onde já se pode, 3 ou 4 tabefões na cabeça e sim, esta foi a história que contei ao Azulão. Juro, aconteceu assim mesmo e fiquei tão atarantada que nem me lembrei de lhe dar um pontapé nos ditos cujos como sugere a CK!
E malta, geralmente é o Azulão que vai ao hipermercado porque a mim só me saem duques e cenas tristes!!!

 
At 30/5/07 6:16 da tarde, Blogger Carlota said...

Pois nada disso teria acontecido se vivesses em Bruxelas. Primeiro porque é proibido fumar nos centros comerciais. Depois porque, ainda que tal fosse permitido, por aqui NÃO HÁ SUPER-MERCADOS ABERTOS AO DOMINGO!!! :)
Beijola.

 
At 30/5/07 6:29 da tarde, Blogger AEnima said...

Tadinho do senhor... deve ter passado ele proprio um mau momento com tanto olhar preconceituosos.

Beijocas na cabeca.

 
At 30/5/07 7:16 da tarde, Blogger Hindy said...

Hilariante!

Tenho um apelo urgentíssimo no meu blog, por favor passa por lá!

beijinhos :o)

 
At 30/5/07 8:37 da tarde, Blogger Mocho Falante said...

ahahahahahahahahahahaha, completamente surreal, nem Almodovar se lembrava de uma destas

beijocas

 
At 30/5/07 11:23 da tarde, Blogger Luísa Hingá said...

Risos...
Essa é "pior" que a noticia da Tia Lili contou...teve que cortar o cabelo porque em Fátima lhe queimaram o cabelo com as velas...e ainda disse mais umas baboseiras parecidas...

 
At 30/5/07 11:30 da tarde, Blogger Cristina said...

hehehehehehe:))))))

opá! não ha direito! a malta aqui a deitar fumo pelas orelhas e afinal o negrão era um querido...loooool

gostava de ter visto:)

 
At 31/5/07 7:17 da manhã, Blogger Pitucha said...

Delirante! Surreal, de facto.
Beijos

 
At 31/5/07 8:59 da manhã, Blogger Melões Melodia said...

O que eu gostava de ter visto!
Ate eu ja estava a recriminar o gaijo que afinal tinha boas intencoes. E afinal tu e que lhe deste o primeiro golpe quando ele acendia o cigarro... quem e que estava a passar por ali hem?
beijos

 
At 31/5/07 9:21 da manhã, Blogger Miss Spring said...

hahaha! fantástico! :D

 
At 31/5/07 8:02 da tarde, Blogger Carlos Malmoro said...

Não vale a pena os ficcionistas dizerem que é ao contrário: a vida é mais inesperada que qualquer argumento que ele possam escrever ;))
Beijocas

 
At 31/5/07 8:02 da tarde, Blogger Carlos Malmoro said...

*que eles possam

 
At 31/5/07 10:55 da tarde, Blogger evita sai-me da mota said...

adorei este post fantástico... e eu que o diga pk trabalho ao fds num hip+ermercado e sim é mesmo surreal... ah e quando chove, do best.

 
At 1/6/07 6:36 da manhã, Blogger UrsaM said...

Que coisa insólita e, danos à parte, muito engraçada para quem está a ler!
Agora só me ocorreu que, para completar a cena, só faltou vc. repetir aquela frase em japones que, não me lembro mais,usou em Barcelona! Digno de comédia!!!

 
At 5/6/07 4:40 da tarde, Blogger Nana said...

So uma palavra : adorei !
E contente de saber que a violência familiar não é tolerada !

ps : caiu o cabelo ? ou não se queimou ?

 

Enviar um comentário

<< Home