segunda-feira, novembro 19, 2007

Teoria da relatividade

Estão oito graus lá fora e começou a chover. Não bastasse ser segunda-feira, o trânsito vai ficar caótico, já é de dia mas a noite recusa-se a ir embora, o guarda-chuva da Inês está todo torto porque ela andou a usá-lo como bengala e a Ana resolveu vestir uma blusa de alcinhas com um casaquinho de manga três quartos "já sabes que daqui a pouco começa a fazer calor, mãe". A previsão é 16 graus de máxima, chuva até quarta-feira, que tal sandálias?

Na corrida até ao carro, evitei três poças de água e esparramei-me ao comprido na quarta. Ah, isto promete!

Tentando encontrar uma estação de rádio que me dissesse se a Circular era ou não um caminho a evitar no meio do caos em que a minha manhã se estava perigosamente a tornar, entreouvi..."mais de 30.000 mortos no ciclone que se abateu sobre o Bangladesh...desalojados...sem água potável, alimentos ou remédios...ajuda internacional..."

Redimensionando: chove onde?

Etiquetas:

12 Comments:

At 19/11/07 10:17 da manhã, Blogger Morgenita said...

ah, pois é... Cada queixa-se de onde lhe aperta!
E viva o Inverno que nunca mais chegava!

Bjocas

 
At 19/11/07 10:22 da manhã, Blogger Melões Melodia said...

somos e uns sortudos, sem mais.
beijos e boa semana

 
At 19/11/07 11:22 da manhã, Blogger Carlota said...

Pois, pois! Tudo é muuuuuito relativo...
Beijola.

 
At 19/11/07 1:04 da tarde, Blogger MJ said...

Aqui não chove, mas se chover é melhor mesmo ficarmos contentes com o que temos. Afinal, somos mesmo uns felizardos!

 
At 19/11/07 1:21 da tarde, Blogger Pitanga said...

É, quando olhamos para o lado é que vemos a sorte que temos.

beijos de começo de tudo.

 
At 19/11/07 1:53 da tarde, Blogger Álex said...

'e mesmo isso, ha sempre alguem pior que nos e isso serve para nos devolver 'a realidade da boa vida/sorte que temos; afinal 'e s'o chuva (emboras as primeiras sejam caoticas ate lhes apanharmos o jeito)
desejos de uma segunda a correr bem melhor do que comecou' beijinhos

 
At 19/11/07 3:03 da tarde, Blogger Mãe Frenética said...

Injustiças neste mundo, até da Mãe Natureza. Aquela gente, uma desgraçada gente, nem a chuva lhes poupa...

 
At 19/11/07 4:38 da tarde, Blogger Angela said...

Acho sábia e bela esta visão Einsteniana ou Pollyânica, que dão no mesmo lugar mas, temos o direito a nossa chuvinha particular e a dor do momento sempre será a maior...não é assim?
Que droga começar a semana assim mas, de certo terminará melhor!

 
At 19/11/07 6:34 da tarde, Blogger Hindy said...

É verdade, há sempre gente mais miserável que nós...basta olhar para o lado!

Beijinho hindyado

 
At 20/11/07 12:51 da manhã, Anonymous c said...

...isso!

E não viste os "sapatinhos" que a menina das alcinhas teimou em deixar na varanda.

PARECEM DOIS BARQUINHOS!

Agora não posso ir tirá-los que continua a chover muuuuuuuiiiinnnttooooo.

 
At 20/11/07 1:22 da manhã, Blogger Sinapse said...

Infelizmente, nem todos têm essa capacidade de relativizar, Azulinha ...


Beijinhos, :))
Sinapse

 
At 27/11/07 11:33 da manhã, Blogger Kalinka said...

LI-TE:
Tentando encontrar uma estação de rádio que me dissesse se a Circular era ou não um caminho a evitar no meio do caos em que a minha manhã se estava perigosamente a tornar...

OA BEM, minha querida, também tens que usar a 2ª Circular diariamente?
Eu...também. Mas, desde há 1 mês e meio que abriu outra estrada que evito ao máximo a 2ª Circular.

 

Enviar um comentário

<< Home