domingo, novembro 11, 2007

Antes, como agora


Deve ter sido por ver a Cinderela a sair descalça da carruagem-bolo, a excitação da piolhinha, os miúdos à volta, eu como o ratinho, eu é que faço anos, a Cinderela como eu, a tia Kris a pintar carinhas, o Rodrinho cabeludo e já com dois dentinhos, parabéns a você!

Foi disso, com certeza. Lembrei-me de mim a fazer 7 anos.

Sem dentes, como a Inês. A ida ao fotógrafo, para a fotografia oficial a preto e branco que depois se mandava à família na metrópole. O fotógrafo que "retocava" a foto e os dentinhos apareciam como mágica, mas só sabíamos se tinha ficado bem 3 semanas depois, se ele as tivesse posto na vitrine da loja. Se não, estariam dentro de um envelope de papel pardo, repetimos as provas? O vestido novo feito na modista, o tecido, os botões e o modelo escolhidos meses antes. As provas, as espetadelas de alfinetes, os sapatinhos de verniz, o cabelo caprichosamente escovado, as amigas, o bolo simples, redondo, coberto de acuçar cor-de-rosa, encomendado à Beth, a amiga inglesa dos papás, as velinhas. A prenda inesquecível, o meu primeiro diário, com chave dourada, para rabiscar desejos e sonhos.

E a Inês, também de vestido novo comprado dois dias antes, sem modista nem alfinetes, mas tomara que nenhuma das amigas vista um igual... 187 fotos digitais da festas que vimos segundos após terem sido tiradas, um bolo que é uma escultura, encomendado pela internet. A prenda inesquecível, um computador para treinar matemática, português e inglês a brincar.


Sabem? Só os sorrisos são os mesmos: também ela fez "covinhas" quandos os amigos cantaram a mesma música que eu ouvia naqueles Setembros idos. "...nesta data querida, muitas felicidades, muitos anos de vida..."



OBS: esta não é a foto dos 7 anos. Apesar dos retoques, essa não correu bem e não foi para a vitrine do fotógrafo. Esta é a dos quatro: estava com sarampo, tive vestido, sapatinhos de verniz e bolo à mesma, mas o fotógrafo teve que ir a casa...

Etiquetas:

15 Comments:

At 11/11/07 10:49 da manhã, Anonymous Cliente JUMBO said...

Olha que se só era com quatro, com sete... LINDA!

Deixa só "pitotar" aqui um pouco de revolta ao que são os dias de hoje, bem diferentes dos de essa época.

JUMBO DE ALFRAGIDE
Que andou a ASAE a fazer, durante o resto do tempo em que a obra durou?
Agora que só faltam 3 dias para as mesma se concluírem, alguem lhes deve ter dito: PODEM AVANÇAR!
COCLUSÃO:
- MUITO PÓ COMERAM OS CLIENTES DAQUELE HIPERMERCADO, DURANTE OS MESES PASSADOS;
- 3 DIAS FECHADO, SÃO OS NECESSÁRIOS PARA SE FAZER A LIMPEZA FINAL E PREPARAR A INAUGURAÇÃO;
- COM TODO ESTE APARATO DA NOTÍCIA DO ENCERRAMENTO PELA ASAE, O QUE APARENTA SER UM PREJUÍZO (muitos já fizeram as grandes compras para o mês), FICA POR CONTA DA PUBLICIDADE GRATUITA, EM HORÁRIO NOBRE, QUANDO É DADA A NOTÍCIA DO REFERIDO ENCERRAMENTO, MAS IGUALMENTE A DA REABERTURA, POR COINCIDÊNCIA, O DIA DA INAUGURAÇÃO DO NOVO CENTRO COMERCIAL, QUE ESTÁ NA ORIGEM DESTAS OBRAS.

CONCLUSÃO 2:
- ALÉM DO MUITO PÓ PARA O ESTOMAGO, AGORA FOI MAIS UM POUCO, MAS PARA OS OLHOS.

 
At 11/11/07 7:53 da tarde, Blogger Tongzhi said...

Não importa de serem 4 ou 7. O que me impressiona é o carinho que tu colocas nas coisas que escreves.
Adorei!

 
At 11/11/07 9:31 da tarde, Blogger Carlota said...

Tãaaaaaaaao querida!!!
:)

 
At 11/11/07 10:12 da tarde, Blogger Mónica Lice said...

Que linda que estava a menina!:)

Beijinhos.

 
At 11/11/07 11:44 da tarde, Blogger Pitanga said...

Não vais querer que te conte aqui como foram os meus sete anos, pois não? Não, que até choravas.

beijos e que bom que podes dar sonhos e lembranças a tua Inês.

 
At 11/11/07 11:58 da tarde, Blogger Sinapse said...

:))

 
At 12/11/07 3:48 da manhã, Blogger Angela said...

Querida,
Acho que nem só os sorrisos são os mesmos mas, todo o amor possível que leva pais e amigos a festejar, com tanta alegria, a vida e o bem querer, da forma como podem, do jeito que são!
E você, tão grande aos 4 anos mas com a mesma carinha matreira e o lindo sorriso, embora doentinha! Como sempre! Linda!
um beijo orgulhoso da dinda.

 
At 12/11/07 8:50 da manhã, Blogger Madalena said...

Azulinha, já tinhas ar de Azulinha nesta foto! Não foi o Vasco da Focarte que te fotografou?
Lá me casa também havia candeeiros de mesa de cabeceira assim e molduras assim com retratos assim. Também tive sapatos assim, de verniz e presilha (espero que se escreva assim?!) e "soquete". O naperon era peça indispensável lá em casa. A minha modista era a Dona Vitória, lá para os lados da Malhangalene. As roupagens podem ser diferentes das de hoje mas a verdade dos sentimentos e das emoções permanece "tal qual"!
Mil beijinhos azuis que o verde está de ressaca!

 
At 12/11/07 12:06 da tarde, Blogger Barão da Tróia II said...

Adoro essas fotografias, por vezes passo lá pelo albúm da minha mami e lá verto uma lagrimeca lamechas, porra como o tempo passa, boa semana.

 
At 12/11/07 1:48 da tarde, Anonymous Huckleberry Friend said...

Que texto ternurento! E a foto uma delícia... estou de passagem por este blogue, mas não vai ser a última vez. Adoro ler recordações bem contadas, mesmo de pessoas que (ainda) não conheço. Entretanto, aproveito para convidar todos para passarem pelo meu espaço, o codornizes. Até breve!

 
At 12/11/07 1:49 da tarde, Blogger MARTA said...

Que lindo texto!!!
Parabéns à filhota e tu estavas muito bem...
Descobri umas fotos minhas antigas, mas não tenho coragem de as mostrar...
Beijos e abraços
Marta

 
At 12/11/07 2:38 da tarde, Blogger Pitanga said...

Quando puderes vai lá em casa que aquilo lá é obra e quem sabe se já não passaste por isso?

beijos

 
At 12/11/07 7:48 da tarde, Blogger chiqui said...

Que linda azulinha!! Muito crescida pra 4 anos (que maturidade :))
Acredito que os anos dos nossos filhos nos facam recordar os nossos, saudosamente mas sem saudosismos parvos!
Ainda bem que a Ines gostou da festa!
bjos

 
At 13/11/07 1:56 da tarde, Blogger Alexandra said...

bem me parecia que eras pequena na foto para 7 anos!
outros tempos...

 
At 27/11/07 11:30 da manhã, Blogger Kalinka said...

OLÁ MINHA QUERIDA AZULINHA

SÓ EU SEI O QUE PERCO DE ESTAR TANTOS DIAS SEM TE VISITAR. ADORO OS TEUS POSTS:

Este especialmente fez-me recordar a minha infância, em Moçambique:
A ida ao fotógrafo, para a fotografia oficial a preto e branco que depois se mandava à família na metrópole.
TAL E QUAL...

Outra parte do teu post que me deixou muitas saudades:
...O vestido novo feito na modista, o tecido, os botões e o modelo escolhidos meses antes.
POIS, VESTIDO NOVO era SEMPRE DA PRAXE E FEITO PELAS DOCES MÃOS DA MINHA QUERIDA MÃE, ela era a modista.

HOJE, porque estou de molho, cheia de febre e uma gripe dos diabos, enfiada na cama e c/computador como companhia vou deixar muitos comentários no teu cantinho. Tenho tempo para te ler, assim é bom.
Beijitos.

 

Enviar um comentário

<< Home