quinta-feira, janeiro 10, 2008

Segredos

De ressaca de um dia feliz, correndo para agradecer uma caixa de comentários transbordante de amor e solidariedade tão real que ultrapassa qualquer virtual que lhe queiram chamar, corro para contar um segredo de mocinha.
Ana, linda de cabelos e idéias encaracoladas e adolescentes, foi elegante, de vestido curto e collants (longe vão os tempos em que dizias "colanches", princesa...) modernos para a Escola. No carro dizia: "espero que os miúdos da minha turma não me mandem bocas, não se metam comigo por eu ir de cabelo solto. Chateia-me quando ficam a babar-se!".

Oh, sim, penso. Há quanto tempo não passo por quem se meta com os meus cabelos soltos e se babe? O Beto querido até ficou de contratar uma banda para me "cantar", mas isso é outra história.

Quando a fui buscar, perguntei: "Então, chatearam-te?"
Só o Bruno. Na aula de Inglês começou "oh Ana, oh Ana" e eu a pensar, se me chateias mando-te catar coquinhos, parvalhão. Com cara de brava perguntei-lhe: "Que foi?"
E ele: "nada, diz lá, a Stôra mandou abrir na página 34 ou na 37?"

Ah, filha, é assim mesmo. Nem sempre os homens nos dizem o que queremos ouvir...

Etiquetas:

14 Comments:

At 10/1/08 9:29 da manhã, Blogger Álex said...

sempre a aprender...

 
At 10/1/08 9:31 da manhã, Blogger Marta said...

Pois não...
Mas alguém acaba de me dizer o que eu queria ouvir...
E sei que ele não mentiu...
Obrigada pelo sorriso do Migas - que sorria sempre e que o sol brilhe sempre, sem esquecer que deve brincar igualmente com o vento...
Beijos e abraços
Marta

 
At 10/1/08 10:04 da manhã, Anonymous miguel said...

... e eu aqui, de caçadeira em punho à espera deles.

QUANTOS SÃO? QUANTOS SÃO?

(m...mas ela é mesmo linda)

 
At 10/1/08 10:44 da manhã, Blogger Morgenita said...

LoOoL!

Aí as hormonas... Nós rimo-nos agora porque as nossas já acalmaram (tirando um ou outro dia de mais mau feitio), mas lembro-me de, naquela altura, não achar piada nenhuma.

Bjocas,

 
At 10/1/08 11:05 da manhã, Blogger Carlota said...

LOOOOL!
Mas coitadinha! Não a poupam desde cedo essas desilusões! :)

 
At 10/1/08 11:49 da manhã, Blogger Pitanga said...

Em primeiro perdoa-me por não ter vindo aqui num dia tão especial como o de ontem. Um aninho do Azulinho!Tão fofo no seu fato de treino com cara de pijaminha...e a fazer traquinagens! Ele foi lá na máquina ver se encontrava as cuequinhas com a cara do Homem Aranha!

Quanto a Ana, vai ter uma fila de Brunos a porta. O pai e a mãe que se preparem. A quem será que ela saiu? hehe

beijos e não acredito que já não pares os peões da obra.

 
At 10/1/08 2:14 da tarde, Blogger Angela said...

Mais uma delícia para as crônicas da vida em família!
É bom que a pequena grande Ana esteja a se fazer de brava sim! Poderão haver muitos Brunos abusados e ela já está dizendo o que e a que tipos deseja!
E acreditas que nõ haja quem te paquere? Pergunta ao Azulão se ele está sempre calminho... e se a calçadeira é só pra Ana?

 
At 10/1/08 2:28 da tarde, Blogger miguel said...

... as coisas que você sabe, Madrinha!!!

 
At 10/1/08 4:54 da tarde, Blogger boleia said...

sempre espevitada ;) como se quer!

 
At 10/1/08 5:25 da tarde, Blogger chiqui said...

1. A Ana e L-I-N-D-A. Assim linda de verdade.

2. O Bruno e um toto.

3. A mae da Ana tambem deve andar toto, porque e LINDISSIMA, ENXUTA, ELEGANTE.

4. O Azulao que se va preparando, porque vai ter muito marmanjo a bater a porta. Diria mesmo que ate vao fazer fila :0

 
At 10/1/08 6:02 da tarde, Blogger Silver said...

Sempre tão fantasticas as vossas historias ... bjiiinhes azuis :)

 
At 10/1/08 11:23 da tarde, Anonymous Um Momento said...

E sorri!!!
Assim a princesinha também não o mandou "catar coquinhos"
Idade tão linda Azulinha:)))

Beijo imesno!

(*)

 
At 11/1/08 10:14 da manhã, Blogger espumante said...

Permita-me V.Excelência que em defesa da honra da bancada do androceu eu "returca", relativamente ao último parágrafo do post:
- Nem sempre as mulheres ouvem o que queremos dizer.

Disse. Muito obrigado

Beijinhos :)

 
At 13/1/08 5:33 da manhã, Anonymous Su said...

ahahaha
A Carolina tem 4 e tambem já me vai surpreendendo com algumas assim... são momentos divinos!
E assim crescem as grandes mulheres! Sentimo-las logo cedo!
Depois? Depois vem aquele sorriso meio abobalhado q s nos prega á pele deliciosamente.
Beijo gand

 

Enviar um comentário

<< Home